Muitas pessoas não sabem, mas Araçagi quase foi devastada em um inverno de 1964, durante um período que perdurou durante 25 dias de chuvas intensas na região circunvizinha e local. Este fenômeno ocorreu em um período em que a cidade começava a se desenvolver, quase 6 anos após sua emancipação, fazendo com que os impactos ganhassem uma grande repercussão nas cidades vizinhas.

                                Rua Pedro Batista (Rua Grande), situada no Centro da cidade

A equipe do Portal Araçagi conversou com alguns moradores antigos, que ainda relatam, com certo assombro aqueles dias vividos, que fez levar a cidade passar meses para se recuperar dos impactos causados pela força das águas.  Este fatos ocorreram entre os meses de Junho e Agosto, onde um verdadeiro dilúvio tomou posse de todas as localidades do brejo paraibano, causando transtornos em muitas cidades, porém, o caos realmente assolou o município de Araçagi, que era um município em ascensão, mas que ainda era ribeirinha.

Após este período longo e chuvoso, que deixou a terra completamente molhada e encharcada, moradores afirmaram que após isso, ainda ocorreu um fenômeno conhecido por “Cabeça D’água”, que fez o Rio de Araçagi transbordar, alagando muitas ruas da cidade e aumentando o pânico instaurado no lugar.

Segundo relatos, a força da água derrubou casas, inundou galpões, deixou a cidade às escuras, que naquele tempo eram precárias (motor a diesel), acabou plantações e causou um verdadeiro temor sobre o futuro da cidade. Moradores do Castelo Branco afirmam que a força do rio de Araçagi foi tão intensa que triplicou o seu volume, fazendo com que metade do cemitério e algumas casas fossem levados pelas águas.

Após este período chuvoso, o volume do rio baixou e muitas pessoas puderam observar o cenário caótico que tomava conta da cidade: muita lama nas ruas, comerciantes com mercadorias danificadas ou impróprias para o uso, a cidade sem luz, casas desabando ou trincadas e muito medo daquele terror voltar. Durante meses a cidade estacionou na economia e no desenvolvimento, para recuperar todo os danos causados naquele fatídico período de 1964.

                                Após a cheia do Rio de Araçagi, muita lama e casas danificadas

Muitos moradores relataram enchentes fortes nas décadas posteriores, porém até o momento, nenhuma causou tanto impacto na cidade, sendo assim, considerada a maior enchente da história de Araçagi. Não há muitos registros, mas a imagem trágica segue viva na cultura e memória dos munícipes mais antigos do município.

Da Redação / Portal Araçagi