O município de Mari, na zona da mata paraibana, vive um cenário de obras públicas paradas. É o que afirmam os vereadores Magdiel Olinto e Marcondes Baltazar, que fazem parte da oposição local.

Segundo os vereadores, existem várias obras paradas na gestão do prefeito Marcos Martins (PSB). Entre as paralisações estão um galpão de uma mini fábrica, 2 quadras de esportes e uma academia de Saúde, além de outras construções e reformas de equipamentos na zona rural do Município.

Na manhã da quinta-feira (29), os vereadores fizeram visitas aos locais onde as obras foram iniciadas e registraram através de fotos, aquilo que eles consideram um grande desrespeito à população, que espera a conclusão das obras, além de desperdício de dinheiro do contribuinte.

Local onde deveria existir uma quadra coberta, na Esc. José Honório Filho
Local onde deveria existir uma quadra coberta, na Esc. José Honório Filho

Os vereadores destacaram que apenas na Escola Municipal Profº. José Honório Filho, no bairro Silvino Costa foi constatada a presença de um pedreiro e um servente trabalhando no local. Nas demais localidades, os Vereadores afirmam não ter encontrado a presença de pessoas realizando qualquer tipo de serviço.

Quadra do Centro Educacional espera cobertura desde agosto de 2014
Quadra do Centro Educacional espera cobertura desde agosto de 2014

Na lista de obras interrompidas, as fotos mostram que os alunos do Centro Educacional Maria das Neves de Paula Arruda ainda vão esperar bastante para praticar atividades na quadra poliesportiva daquela unidade de ensino. O serviço de cobertura da referida quadra, iniciado em agosto de 2014 e com valor estimado em R$ 184.667,70, parece bem longe de ser concluído. No espaço que deveria estar servindo para atividades físicas e de lazer, o amontoado de ferros erguidos e descobertos comprometem a própria estrutura da obra.

Na Escola José Honório Filho, a realidade não é diferente. A construção de uma quadra coberta no valor de R$ 509.556,97, também é aguardada com ansiedade desde agosto de 2014. No lugar onde deveria existir uma quadra coberta, o que se vê é um espaço improvisado em chão de terra batida.

Para o Vereador Magdiel Olinto, a paralisação dessas obras é lamentável e a população é quem acaba sendo penalizada com a falta de respeito com os seus impostos “Essas obras foram iniciadas há mais de um ano, porém até o momento as mesmas estão abandonadas ou paralisadas, causando prejuízos a população que não está utilizando os equipamentos para prática de esportes”, reclama.

Já o Vereador Marcondes Baltazar diz que irá pedir informações sobre os motivos da paralisação de obras tão importante e que poderiam estar servindo à comunidade. “Se preciso for, irei ao Ministério Público para que essas obras possam ser concluídas”, promete o parlamentar.