vereadorassalto“Deixaram o carro o tempo todo funcionando. Pedi para retirar as malas do carro e eles deixaram”. Contou o vereador ainda aflito.

O presidente da Câmara de Vereadores de Uiraúna, Joaquim Marcelino de Lira (Neto de Maro) contou nesta quarta-feira (16), a aflição que passou nesta madrugada, quando viajava para João Pessoa.

Ele viajava num veículo de cor branca, conduzido por seu motorista e estava na companhia de duas passageiras, quando foi interceptado por quatros bandidos armados.

A interceptação ocorreu no Centro de Soledade, pois os acusados tinham acabado de explodir a agência do Bradesco. Eles tomaram o carro do vereador e levaram as duas mulheres como reféns e em seguida foram explodir o Banco do Brasil.

netouirauna

Ele contou que estava no banco traseiro do carro e também ficou como refém dos assaltantes, além do motorista e outras pessoas que passavam pelo local.

Neto de Maro teve o carro levado pelos assaltantes, mas o vereador agradeceu por sair vivo e sem nenhum ferimento. “Deixaram o carro o tempo todo funcionando. Pedi para retirar as malas do carro e eles deixaram”.

O vereador solicitou outro veículo da cidade de Uiraúna e seguiu viagem para a capital. Ele ainda prestou queixa à polícia e espera que o carro seja recuperado.

Via – Diário do Sertão