Screenshot_2016-05-23-23-33-27-1Assédio do rubro-negro e silêncio do zagueiro ao longo do dia irritam diretoria, que tinha proposto aumento de 30%. Zagueiro cumpre contrato e depois dá adeus.

Rafael Vaz não viajou com a delegação cruz-maltina na noite desta segunda-feira, para Brasília, local do confronto com o Vila Nova, terça-feira, pela Série B. Autor do gol do título Carioca, o zagueiro cumprirá seu contrato até o dia 6 de junho e depois se despedirá do Cruz-Maltino. O fim das negociações abrem caminho para o rival Flamengo contratá-lo. Nesta segunda-feira já houve evolução nas conversas com o Rubro-Negro, e o negócio é tratado como “quente” nos bastidores da Gávea.

O Vasco fez uma proposta de aumento de 30% no salário e esperava uma resposta ainda nesta segunda-feira. Diante da indefinição, a diretoria cruz-maltina ficou irritada e resolveu encerrar as negociações. Quem também revelou muito descontentamento durante as conversas em relação ao futuro do atleta foi seu empresário, Reinaldo Pitta, que garante nunca ter recebido uma oferta em mãos. Vasco, definitivamente, não têm engolido um ao outro.

– Minha história é de 30 anos, e eu sou reto. O Vasco nunca fez proposta para o empresário dele, que ainda tem 40% dos direitos econômicos dele. O empresário dele chama-se Reinaldo Pitta e sua empresa, RP4 Eventos e Produções. O garoto teve contrato de três anos com o clube e poderia ter assinado pré-contrato há 167 dias. Na sexta, fizeram uma proposta direto para o jogador. É um direito, lógico que tem que fazer isso (em tom de ironia). Quase não ajudei o Vasco. Tirei o Edmundo em 1996 de um Flamengo que tinha ataque com Sávio, Romário e Edmundo. O presidente da época era o Eurico Miranda. Em 1999, tirei o Romário do Flamengo para o Vasco. Não tenho nada contra o Vasco – afirmou.

Pitta afirma que não foi a parte de Rafael Vaz quem se calou na negociação. Segundo ele, a atitude do Vasco de não levá-lo para Brasília, sim, representa uma resposta de que o clube não conta com seu cliente. O empresário negou que já exista um acordo com o Flamengo e avisou que a partir de 7 de junho, um dia após o fim do contrato de Vaz com o Cruz-Maltino, iniciará a busca por um novo clube.

– Na sexta-feira, às 19h, o senhor Isaías Tinoco ligou para mim dizendo: “Reinaldo, fizemos uma proposta para o jogador”. De repente o certo é isso (ironiza novamente). Primeiro disseram que fariam uma prorrogação de contrato até o fim do ano, agora falavam num contrato de dois anos. Me disseram que ele se apresentava nesta segunda-feira e depois viajava. Não tenho briga, mas já que o Vasco tomou a atitude, então eu que tenho de dar resposta ao Vasco? Não temos nada contra o Vasco, mas logicamente o jogador pode estar chateado. Tenho certeza que o garoto tem mercado, e a partir do dia 7 vamos tentar arranjar uma nova oportunidade para ele – afirmou Pitta.

A relação entre o empresário de Rafael Vaz, Reinaldo Pitta, e a diretoria cruz-maltina não é boa. Lacunas de comunicação na negociação ficaram evidenciadas, e o diálogo foi dificultado. O lateral-esquerdo Julio César, antes agenciado por Pitta, trocou de representante no processo de renovação com o Cruz-Maltino.

Ao GloboEsporte.com, Pitta disse mais cedo que esperava dar uma resposta ao Vasco até a terça-feira, mas ainda na tarde desta segunda foi decidido que o zagueiro não viajaria.

Rafael Vaz chegaria para ser um dos dois reforços que o Flamengo pretende contratar para a zaga. O nome principal deve vir do mercado sul-americano. Recentemente o Rubro-Negro teve recusada uma proposta por Juninho, do Coritiba.

*Cahê Mota, Fred Gomes, Raphael Zarko e Sofia Miranda

Fonte: Globo Esporte