Foram 277 votos favoráveis à paralisação por tempo indeterminado, contra 215 que discordam da greve; foram registradas seis abstenções.

151799,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0
Greve foi decidida em assembleia

Os professores da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) anunciaram no começo da tarde desta quarta-feira (26) que entram em greve a partir desta quinta (27). A decisão foi acordada em assembleia. Cerca de 40 mil estudantes vão ficar sem aulas por tempo indeterminado.

Foram 277 votos favoráveis à paralisação por tempo indeterminado, contra 215 que discordam da greve; foram registradas seis abstenções.

De acordo com a Associação dos Docentes da UFPB (ADUFPB), os professores reivindicam defesa do caráter público da educação, condições de trabalho, garantia de autonomia, reestruturação da carreira e valorização salarial de ativos e aposentados. A campanha salarial é unificada, junto com os todos os servidores da educação.

Eles também protestam contra os cortes feitos no orçamento do governo federal, sendo R$ 9 bilhões só para a educação.

A ADUFPB disse que houve reunião com o Ministério da Educação (MEC), mas que não ocorreu nenhum acordo.

Os professores deverão se reunir novamente no próximo dia 10 de junho para discutir mais sobre a greve. Até esta quarta (26), não havia nenhuma programação agendada com o governo federal para tratar sobre a paralisação.

Portal Correio

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES