Animais sofriam maus-tratos e corriam risco de morte. Atividade ilegal acontecia em Ingá, no Agreste paraibano

Animais foram resgatados pela Polícia Ambiental (Foto: Divulgação)

Cinco homens foram detidos, nesse domingo (22), suspeitos de promoverem rinhas de galo em Ingá, Agreste da Paraíba. Segundo a Polícia Militar, 66 galos foram resgatados. Os animais sofriam maus-tratos e corriam risco de morte. Os suspeitos foram multados em R$ 165 mil.

Leia também:

No local, que foi descoberto após denúncia anônima, a PM encontrou vários ‘ringues’ onde os animais eram colocados para brigar. Na revista, foram apreendidas duas armas de fogo e vários medicamentos que possivelmente estariam sendo usados nos animais para que eles tivessem uma postura mais agressiva e resistente nos duelos.

Os suspeitos detidos têm 21, 31, 34, 37 e 40 anos. Eles foram autuados pelos policiais da 2ª Companhia do Batalhão de Polícia Ambiental (2ª CPAmb) em R$ 33 mil reais, cada.

O caso foi levado para a Delegacia de Polícia Civil em Itabaiana.

Portal correio