15207817_1412265708784760_734646920_n
Ela é suspeita de comandar o tráfico de entorpecentes na região do Vale do Mamanguape e na Baía da Traição
A Polícia Civil da Paraíba, através do trabalho realizado por agentes de investigação da 7ª Delegacia Seccional de Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba, conseguiu cumprir, na tarde desta quarta feira (23), mandado de prisão contra Érika dos Santos de Oliveira, expedido pela Justiça. Ela estava sendo investigadas na Operação Shalon, realizada em junho deste ano, que teve como objetivo prender suspeitos de tráfico drogas.
A residência onde ela estava foi identificada e a suspeita foi presa no bairro Valentina de Figueiredo, na Zona Sul de João Pessoa.
Os levantamentos policiais mostram que a presa é suspeita de comandar o tráfico de entorpecentes na região do Vale do Mamanguape e na Baía da Traição, também no Litoral Norte, a 92 km da Capital. A polícia chegou até a investigada durante um levantamento que começou depois de uma ligação anônima feita para o número 197 (Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social).
A suspeita é mulher de um condenado pela Justiça por tráfico de drogas. Nas investigações policiais, o companheiro aparece como o líder de uma organização criminosa na Paraíba. Por causa do grau de periculosidade, em 2015 ele foi transferido da Penitenciária Romeu Gonçalves Abrantes – PB1 para o Presídio Federal de Campo Grande (MS). As investigações mostram que, depois da prisão do marido, a suspeita ficou responsável pelos pontos de vendas de drogas que eram comandados por ele.
A detida foi ouvida na Delegacia de Mamanguape. Ela vai aguardar a audiência de custódia, que vai decidir sobre a transferência dela para o Presídio Feminino Júlia Maranhão.
Via – PB Vale Com informações do Portal Correio