screenshot_2016-12-28-11-00-51-1Subiu para 34 o número de pessoas que morreram na região central do Paquistão após beber álcool adulterado no final de semana. O balanço anterior era de 24 pessoas. A maioria das vítimas eram cristãos que celebravam o Natal.

A tragédia aconteceu na noite de 24 de dezembro em um bairro cristão de Toba Tek Singh, 300 quilômetros ao sul da capital Islamabad. A bebida tóxica foi produzido pelos moradores na noite de Natal. Outras 60 pessoas também foram intoxicadas pela bebida.

No Paquistão, a venda de bebidas alcoólicas está proibida para a maioria muçulmana, mas os cristãos e os estrangeiros não muçulmanos podem adquirir uma licença que permite comprar álcool a preços elevados. Com o valor alto, muitas pessoas destilam em casa as bebidas alcoólicas, o que provoca acidentes com frequência.

Em outubro, 11 cristãos morreram depois de consumir álcool adulterado e outras 23 pessoas faleceram pelo mesmo motivo em março no sul do país. 

Fonte: ResumoPB com ZH

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES