Screenshot_2016-01-14-21-46-33-1
Marcos Henrique, presidente do sindicato dos bancários (Foto: Walla Santos)
É o banco passar um atestado de incapacidade de gerir uma política de segurança que proteja seu patrimônio, clientes, usuários, funcionários e vigilantes.
O Sindicato dos Bancários da Paraíba repudiou a decisão da superintendência estadual do Banco do Brasil de fechar  agências no interior do estado. O presidente do sindicato  Marcos Henriques,   disse que desativar agências e demitir funcionários é um atestado de incompetência. “É o banco passar um atestado de incapacidade de gerir uma política de segurança que proteja seu patrimônio, clientes, usuários, funcionários e vigilantes”,  alfinetou.
Henriques ainda ressalta,  que com o fechamento do BB todos saem perdendo: “É uma ação extrema como essa faz com que todos sejam prejudicados, pois perde o município, que deixa de ter uma agência bancária e a população. Agindo dessa forma os bancos demonstram fraqueza e desse modo os bandidos saem na vantagem”, esclarece.
Segundo mapeamento do sindicato foram registrados 132 ataques a bancos nas quatro mesorregiões da Paraíba durante o ano de 2015. A maior parte das ocorrências foi de explosão, com 76 casos, que representa 57,58% das modalidades criminosas praticadas. O alvo preferido dos bandidos continua sendo o Bradesco, com 67 crimes, ou seja, 50,76% dos bancos atingidos.
Via – Click PB