Setembro Amarelo: ‘Era como se toda minha vida não tivesse sentido’, diz jovem que luta contra depressão, na PB

0

Érica não tinha sequer completado 25 anos, mas a rotina de trabalho já a consumia de uma forma que a deixou paralisada diante do que ainda precisava viver. Era quase metade do ano de 2018. A agência de produção de conteúdo criada por ela estava a todo vapor. Trabalhava até tarde, acordava cedo e o resultado era um sono curto, um descanso até desgastado. Até que um dia qualquer, acordou, sentou para trabalhar, em casa mesmo, e sentiu que não queria mais viver aquela vida. “Era como se toda minha vida não tivesse sentido”, relata Érica Rodrigues, jornalista que hoje tem 25 anos.

Nesse momento, Érica percebeu que não estava bem. “Não tinha mais vontade de trabalhar. Comecei a chorar e na mesma hora eu me questionei se isso era normal”, declara. Procurou então a ajuda mais fácil: a internet.

Escreveu no Google palavras buscadas por muitas pessoas. Sintomas de depressão. O site listava nove e orientava que se o paciente se identificasse com cinco desses sintomas, era melhor buscar ajuda profissional. Érica marcou seis. Entre eles, o sono que havia mudado radicalmente. “Seria capaz de dormir o dia inteiro”, assume. Parou de fazer tudo que gostava, inclusive algo que, no futuro, iria ajudar na recuperação, como a corrida de rua. Parou tudo.

Share.

Comments are closed.