O estado de São Paulo está monitorando o primeiro caso suspeito de varíola do macaco, segundo o Ministério da Saúde. A pasta confirmou, nesta segunda-feira (6), que já são sete o número de casos em investigação no Brasil.

As suspeitas estão em Santa Catarina (1), Ceará (1), Mato Grosso do Sul (1), Rio Grande do Sul (1), Rondônia (2) e São Paulo (1). Ainda não há nenhum caso confirmado da doença causada pelo vírus monkeypox.

“O Ministério da Saúde está em contato com estados para apoiar no monitoramento e ações de vigilância em saúde”, garantiu a pasta por meio de nota.

Surto de varíola do macaco pelo mundo

Há exatamente um mês o Reino Unido registrava o primeiro caso importado de varíola do macaco de 2022. Tratava-se de um viajante que retornara da Nigéria, onde a doença é endêmica. O que até então era normal em alguns países – casos esporádicos relacionados a viagens – tomou uma proporção nunca antes vista, tornando-se o maior surto da doença fora do continente africano: mais de 30 países já foram atingidos.

Uma semana depois do primeiro caso na Inglaterra, duas pessoas de uma mesma família, sem ligação com o primeiro paciente, também tiveram diagnóstico positivo de varíola do macaco em Londres. Em um mês, a varíola do macaco já foi detectada em mais de 30 países, no maior surto já visto fora da África.

 

ARTE R7

R7

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES