Screenshot_2016-03-30-20-17-29-1
Hoje a situação do governo da presidente Dilma e do PT é de insustentabilidade devido ao agravamento da crise, diz Raniery.
O deputado Raniery Paulino saiu nesta quarta-feira (30) em defesa da decisão da Executiva Nacional do PMDB que oficializou ontem rompimento com o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). “Desde anúncio do PMDB de lançar candidatura própria nas eleições presidenciais de 2018, que defendo o afastamento do partido do governo e a entrega dos cargos”, recorda Raniery .
O peemedebista acrescentou que hoje a situação do governo da presidente Dilma e do PT é de insustentabilidade devido ao agravamento da crise institucional, econômica e política no país. “Do jeito que tá não pode ficar. O PMDB tem chamou a responsabilidade para que se restabeleça a normalidade”.
Raniery lamenta que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,  o‘maior’ presidente que o Brasil já teve, tenha sujado sua biografia.
 Raniery ainda rebateu as declarações do deputado Anísio Maia de que “Ninguém perde o que não tem” e que há muito tempo o PMDB estava trabalhando contra o governo. Para o peemedebista, Anísio Maia sempre foi um critico do PMDB, e lembrou que na Paraíba foi PT que rompeu com o PMDB. “Nas eleições de 2014, o PT tinha um acordo com o PMDB, mas se aliou ao PSB”, recorda.
Raniery que considera o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como o ‘maior’ presidente que o Brasil já teve, tenha sujado sua biografia. “Lula e o PT tem muito a explicar ao povo e à Justiça”, disparou.
O deputado também não vê contradição do vice-presidente Michel Temer (PMDB) de continuar no governo. “Ele foi eleito para o cargo”.
Fonte: ClickPB