A glicose é um dos tipos de carboidratos mais importantes na biologia, sendo usado pelas células para produzir energia no organismo e manter a saúde do organismo. Ela é responsável pelo desempenho das diversas funções que o corpo realiza ao longo do dia, como pensar e se movimentar. Mas quando o nível de glicose no sangue é excessivo, podem acontecer uma série de disfunções metabólicas e complicações como diabetes, problemas renais e doenças cardíacas.

A hiperglicemia, ou glicose alta, ocorre quando há muita presença de açúcar no sangue e leva à insuficiência de insulina, o hormônio responsável por transportar a glicose pelo corpo. Tal desequilíbrio acontece, muitas vezes, por causa da alimentação indevida, podendo ser tratado com mudanças na dieta e no estilo de vida.

A nutricionista Inarí Ciccone dá cinco dicas para reduzir a taxa de glicose no sangue. Veja quais são:

1. Alimentos fontes de fibras solúveis
A especialista explica que incluir fibras solúveis nas refeições, como chia e linhaça, é uma ótima forma de reduzir a quantidade de açúcar no sangue. “Essas fibras possuem o benefício de englobar o bolo alimentar, retardando a absorção da glicose e evitando o pico de liberação de insulina. O cenário evita o desgaste do pâncreas, órgão que é sobrecarregado quando há acúmulo de insulina e acaba desencadeando a diabetes tipo 2”, ensina.

2: Frutas não são as vilãs
Inarí ressalta que a maioria das frutas são aliadas na regulação da glicemia, ao contrário do que muitas pessoas pensam. O abacate, por exemplo, é fonte de gorduras boas, importantes para a formação de hormônios e do colesterol bom no sangue. A fruta tem apenas 6g de carboidrato a cada 100g, além de ser rica em fibras, que promovem a saciedade por mais tempo.

3. Vegetais e legumes coloridos
Os alimentos de origem vegetal, assim como as frutas, possuem fibras que promovem saciedade, vitaminas, minerais e menos carboidratos em geral. A nutricionista cita algumas opções para adicionar ao prato nas refeições: “A abobrinha e o alho poró fornecem apenas 6g de glicose em 100g do alimento, o que é uma boa quantidade. Alface, rúcula e agrião também possuem muito pouco açúcar, e devem estar presentes na alimentação de quem quer controlar a glicose”, informa.

4. Alimentos doces para adoçar as preparações
O preparo de alimentos com frutas que são naturalmente bem doces, como maçã, banana, damasco e tâmara, é uma opção para quem deseja controlar a glicemia. Inarí afirma que mesmo se as frutas aparentarem ter muito açúcar, a composição nutricional delas é muito melhor do que a do açúcar ou um adoçante químico.

5. Evite os sucos e bebidas industrializadas
Bebidas industrializadas devem ser evitadas em todos os casos, mesmo sendo zero açúcar. “Além da sacarose, o açúcar de adição, existem vários outros tipos de açúcares utilizados nesses alimentos que pioram o metabolismo da glicose”, diz a especialista.

A nutricionista sugere usar frutas para fazer suco e balanceá-las com alimentos hidratantes, como água de coco, ou outros sucos com baixo índice glicêmico, como de limão, melão ou abacaxi. Uma boa mistura é laranja com abacaxi ou morango, que equilibra a quantidade de açúcar da bebida.

Fonte: metropole.com

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES