Screenshot_2016-03-04-15-03-03-1
O presidente estadual do PT na Paraíba, Charliton Machado esteve reunido nesta sexta-feira (04) com a militância petista e diversos representantes dos movimentos socais de base para fazer uma avaliação sobre o que ocorre neste momento no país contra o ex-presidente da República, Lula.
Para Charliton, o mandato coercitivo da Operação Lava Jato, que levou Lula a depor, foi algo abusivo e um atentado à democracia.
Segundo ele, não precisava de tal ação porque Lula nunca se negou a prestar qualquer depoimento à Polícia Federal e que já o fez em outros momentos da operação por escrito e pessoalmente.
“Criar uma força tarefa para cercar a casa do ex-presidente, que não estava armado, que tem uma história de honra, limpa e que mudou a vida deste país, é algo inadmissível”, disse.
Machado disse ainda que esse movimento está sendo articulado por um seguimento do Poder Judiciário e que vai ter que ser denunciado a partir do juiz federal, Sérgio Moro, que tem investigado exclusivamente o PT, assim como também vão denunciar a Rede Globo e outros seguimentos da imprensa brasileira que estão pautando essa questão como prioridade.
“Vamos denunciar ainda os partidos golpistas que não se conformam com a derrota nas eleições de 2014”, destacou.
Ele comentou ainda que o PT na Paraíba vai estar preparado para defender a democracia, Lula e contra o impeachment porque não se pode criar um clima de instabilidade construído por um seguimento econômico que ainda está inconformado com o resultado das urnas em 2014.
O presidente do PT, que é pré-candidato a prefeito de João Pessoa, disse que vai promover uma mobilização, convocar o povo para ir às ruas e avisou que vai ter enfrentamento e luta política.
“Nós queremos pautar o Brasil. Nós não vamos deixar acontecer o que aconteceu em 1964 quando tiramos João Goulart, nós não vamos aceitar isso. A presidente Dilma foi eleita e não há nada contra a pessoa de Lula, inclusive dito pelo Sérgio Moro. Então, isso é inadmissível porque isso tem o caráter exclusivo de manchar a imagem de Lula e de criar um clima de instabilidade maior do que a crise que nós enfrentamos, que é a econômica”, avaliou.
FONTE: Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba)
Via – Paraíba Online
CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES