Por Wellington Fortunato – Segredo

0
A vida, desde sempre
Alquimia orgânica
Um terço razão
Um terço emoção
O resto, no coração, segredo.
Nas lacunas do horizonte
Dos dias sem sol
Das noites chuvosas
Nasce o silêncio e o medo.
Sentados – lado a lado
Saudades futuras e esperanças pretéritas
Agora; degusta-se, tão pura, as incertezas.
Entre doses confusas veste-se o tempo
Ora razão, ora emoção
E impera, em justiça, o segredo.

Wellington Fortunato

Poeta
W. Fortunato
Share.

Comments are closed.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/paracagi/public_html/wp-includes/functions.php on line 4212

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (0) in /home/paracagi/public_html/wp-content/plugins/really-simple-ssl/class-mixed-content-fixer.php on line 111