Ah! Espantou-se com o ano do título. Explicarei. Os jovens, de forma acelerada, vivem à frente de seu tempo (e principalmente do nosso). Seja por causa da expansão da internet, seja pelo atual contexto social; a verdade é que quem nasceu dos anos 2000 para cá diferenciam-se e muito dos jovens que nasceram em 1990. A pequena distância de dez anos não reflete a grande lacuna cultural entre esses “mundos”.

00sA tecnologia passou de uso opcional para ferramenta fundamental. Quem de 16 anos, hoje, não tem redes sociais? Redes no plural, uma para cada “necessidade”. É O Zap, o Face, O Snap, O Insta… Assim mesmo com abreviação ou adaptação, pois são mais que plataformas de comunicação, são verdadeiros amigos personalizados.

O tempo é muito mais relativo agora. Nem Einstein acreditaria. Um dia para a geração Flash– menção ao personagem dos quadrinhos que tem como habilidade a velocidade – é, sem dúvida, um ano para os adultos mais tradicionais. Os Flashs vivem intensamente, tanto na vida real quanto principalmente na dimensão virtual. Inúmeras postagens diárias: são fotos postadas no Instagran que vinculam-se ao Facebook, são os famosos vídeos de “longa duração” de 10 segundos postados no Snapchat e assim por diante.

Os jovens flash reinventaram até a língua. Abreviando palavras – o que era antes: você e também; hoje é: vc e tb), intensificaram o uso de expressões estrangeiras e inseriram os emotions. E o que temos agora são conversas assim:

00dc

O Google é um caso à parte. Se deseja aprender a falar hebraico… é só realizar uma busca e pronto.  Se quer saber da vida do artista que é fã… buscar, ler e pronto. Precisa de uma foto para a capa do trabalho da escola… a solução vem em poucos clicks.

Quase esqueci! O importantíssimo Youtube. Lembra da busca pelo curso de hebraico?Claro que encontrará por lá alguém ensinando, gratuitamente, em vídeos. Quer aprender a tocar piano? Encontrará uma pessoa ensinando. É adolescente e está com a cabeça cheia de curiosidade sobre sexo… De humorista de stand up a sessões do Congresso Nacional essa extraordinária plataforma multimídia tem.

Estamos no tempo da velocidade da luz e não podemos nos perder. Amigos, por incrível que pareça, o dia ainda tem 24 horas. Galeraa! Priorizem os estudos e utilizem a tecnologia para a evolução intelectual. Fica a dica: façam da tecnologia uma aliada.

Termino por aqui! Serei breve e ligeiro. Quero que os vocês leem o texto e não pensem que é um livro (rsrs). Ah! Por favor, comentem – com palavras ou emotions.

Colunista/Colaborador
Colunista/Colaborador

Escritor e Poeta
Wellington Fortunato