Muitos filhos vêm ao meu consultório questionando e reprovando comportamentos da mãe. Assim como suas mães, as responsáveis por trazê-los, queixam-se de atitudes doentias dos filhos.


Atualmente, esta demanda tem crescido, o que me faz pensar no quanto nossas relações familiares estão fragilizadas. E por isto, esta não é uma mensagem convencional de Dia das Mães, mas uma reflexão sobre Ser Mãe e Ser Filho.

Mães, aprendam a dizer NÃO.
Mães, ensinem a independência.
Mães, cultivem o amor suficientemente bom! Regras e frustrações fazem parte da vida e isto não fará de vocês pessoas ruins. Tenham autoridade, sem autoritarismo.
Mães, não tenham medo das quedas dos seus filhos. Ensinem-os a levantar.

Saibam dialogar, pratiquem a comunicação não-violenta: dizer o que não gostou, como se sente e o que gostaria.
Mães, observem comportamentos e palavras.
Mães, vão à escola com mais frequência.
Mães, primeiro o RESPEITO. Amor é consequência dele.

Filhos… ah, filhos! Não tenham medo de ficar sem suas mães, mas aproveitem cada ensinamento. A vida também ensina, mas não com o mesmo amor. Saibam se comunicar, saibam compreender, tentem não brigar, mas dialogar.

Filhos, suas mães não são suas amiguinhas, elas são sua maior AUTORIDADE. Portanto, obediência! Em nenhum lugar do mundo, existirá tantos papéis em uma só mulher: profissional, esposa, heroína, cúmplice, dona de casa, patrocinadora oficial dos nossos sonhos e dona do maior amor; o de ser mãe. Valorize!

Meu agradecimento especial às mães que compartilham comigo suas dúvidas, vitórias e aflições da maternidade, permitindo que eu as ajude, através da psicologia, a dar o melhor para seus filhos!

Laís Aparecida – Psicóloga Clínica, Pós-graduanda em Criminologia e Psicologia Investigativa Criminal. Atendimento Psicológico em Araçagi, na Prime Clin, e João Pessoa.

Agende sua consulta através dos contatos: (83) 99896 6512
Email: laispsicologia@outlook.com / Instagram: @psicologa.lais

Da Redação/Portal Araçagi

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES