Para muitos, são apenas números, para outros, fundamental para o planejamento dos próximos 4 anos de mandato. E assim, a prefeita Josilda Macena chega aos 100 dias de mandato, mas o que analisar dos primeiros dias dela? Primeiramente, o leitor deve entender que o presente artigo trata de um tom analista dos seus correntes atos. Esses primeiros dias marcam um período de referência para a sociedade de qual será “a cara” do governo municipal pelos próximos anos.

Josilda Macena (Prefeita) e Eduardo Casquinha (Vice)

Foram 5.577 votos, o que correspondem a 50,70% do eleitorado de Araçagi. Com o lema “Araçagi, o povo pode mais”, a atual prefeita venceu os então candidatos Murílio Nunes e Dr Jorge, no dia 15 de novembro em uma das eleições mais acirradas da história da cidade.

Este é o período que o atual gestor está em alta, onde tem a real oportunidade de fazer modificações importantes onde irão demonstrar qual é o seu objetivo e propósito da administração. É o momento em que ela irá fazer acordos, parcerias, quem irá apoiá-la e vice versa no legislativo, e além disso, é onde a gestão (em transição) fará o seu desenvolvimento e planejamento, discutindo suas prioridades e sua execução. Nessa hora, Josilda terá a noção dos objetivos e o que é possível fazer nos próximos meses.

A prefeita, natural de Araçagi, residente do distrito de Canafístula casada com o advogado José Erivaldo Leite (Val Leite), apresentaram desde o início da gestão, o lema de que o mandato seria realizado com diálogo e ações emergentes, numa ação realizada por secretários e profissionais técnicos, de suas respectivas áreas e sem muita burocracia. Com o slogan de que a gestão é “De mãos dadas com o povo” conseguiu atrair um grande número de engajamento em suas redes.

Josilda Macena e seu esposo José Erivaldo Leite (Val Leite)

Com secretários largamente conhecidos na cidade, dentre eles, Graça Irineu, Henrique Turismo, Valquíria de Albuquerque, Icário Maroja, José Faustino (Dudé), Danielly Pessoa, Roniel Gonçalo, Cristiano Santos, entre outros, a prefeitura segue realizando feitos em todos os quatro cantos do município, onde cada qual em sua secretaria, vêm apresentando decretos e ações em prol dos munícipes.

Resistencia x trabalho: Josilda Macena assume o comando

Para muitos, ainda há rivalidade, onde parece que vai perdurar por meses, pois o resultado das eleições mostraram isso: dois grupos distintos, o da prefeita atual versus o do ex prefeito. Sob o crivo da vigilância entre as partes, pode ser positivo, pois, enquanto um grupo busca defeitos ou falhas, outro não tenta errar e dar exemplo, e nisso, todos ganham. Enquanto do ponto rivalidade, Josilda vai precisar de ações efetivas, para não sofrer os mesmos efeitos de gestões anteriores, onde o negacionismo perdurou nos primeiros 2 anos de cada mandato.

E a pressão x apoio vem dando resultado, visto os feitos nestes 100 dias de gestão, onde as redes sociais não param de posts de moradores mostrando ações públicas nos quatro cantos do município. A prefeita não vê dificuldades no poder legislativo, onde fez maioria na câmara municipal, com destaque para o presidente da câmara, Melqui Gomes, que demonstra dia após dia que a câmara não irá colocar barreiras para aprovar projetos e serviços.

De mãos dadas com o povo

A atual prefeita vem surpreendendo no quesito trabalho, onde realiza ações públicas principalmente no âmbito hídrico e de estradas da zona rural. Mas não para nisso, a infraestrutura segue revitalizando escolas, calçando ruas e reparos pontuais (ponto positivo para Icário Maroja e o Engenheiro Joálisson Oliveira), gratas surpresas nesse início de gestão. Além disso, o setor social também ganha pontos positivos, pela grande quantidade de funcionários, acelerando todos os atos inerentes ao serviço social. Outro ponto positivo está na cultura, secretaria que vivia em defasagem nos últimos 10 anos, que já distribui decretos efetivos e diálogo com artistas da Terra. Menções positivas também para a secretária Graça Irineu, que realizou dois decretos necessários e que não víamos há anos.

Josilda Macena, Eduardo Casquinha, Val Leite e seus Secretários

No momento não podemos analisar com precisão as principais secretarias do município, visto a pandemia do Covid-19, que restringe alguns feitos, como saúde, administração, educação e finanças, que trabalham com pressão extra para as demais. Mas, cada qual com interligações diretas com a prefeita, que pede esse “diálogo direto” entre o povo e seu mandato.

Nesses pouco mais de três meses, a prefeitura segue na análise positiva, salientando que, uma análise política deve ser refeita nos próximos 100 dias, pois algumas ações precisam de algum tempo para sua conclusão e outras ações, fora do Estado de Calamidade Pública, para se ter a real base do verdadeiro potencial da atual gestão.

O provável alarme virá na manutenção do funcionamento do hospital Vanildo Maroja que é altíssimo (visto o último relatório geral dado na transição de governos), na educação pós pandemia, mas acima de tudo, nas contas da prefeitura, com a chegada de precatórios, ações públicas para “radicalizalização” na vacinação, no tratamento de infectados e recuperados ou em recuperação, como também, no aumento de escolas e postos de saúde, que deverão ter uma atenção especial da prefeita, seus secretários e vereadores, para buscar futuras soluções no potencial aumento de receitas nos cofres públicos.

Apresentados os fatos, a gestão “De mãos dadas com o povo” apresenta uma crescente nos feitos positivos, com baixa menção nos atos negativos, que chegam a ser irrisórios até o presente momento. Sendo assim, Josilda Macena apresenta em seus 100 primeiros dias, uma boa equipe, que mesmo sem ter em alguns a devida experiência, vem executando com surpreendente efetividade.

E para você; como avalia a gestão atual da prefeita?

 

 

Escritos de Jefferson Procópio – Político, Graduado em Direito com Extensão em Ciência Política

 

Da Redação / Portal Araçagi

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES