Considerada uma das maiores festas de padroeiro do interior do Brasil, a edição 2021 da Festa da Luz de Guarabira corre sério risco de ser cancelada em razão da crise sanitária que o Brasil atravessa com o novo coronavírus, já tendo matado quase 90 mil pessoas em todos os Estados.

A cidade de Guarabira é proporcionalmente a que mais tem casos confirmados de infectados com a Covid-19, passando de 3 mil, num universo de 58 mil habitantes. A convergência regional para busca de comércio e serviços é apontada como uma das causas do elevado número de casos do vírus. Mais de 40 pessoas já morreram em decorrência da doença.

Diante da incerteza sobre a pandemia, quando as autoridades sanitárias não indicam quando de fato poderá haver segurança para realização de eventos com grande aglomeração, a preço de hoje é praticamente impossível assegurar que a Festa da Luz do próximo ano (final de janeiro para início de fevereiro) irá acontecer.

O evento é realizado pela prefeitura municipal e até isso vai interferir diretamente, pois como o dia das eleições foi adiado para 15 de novembro, o prefeito eleito para o próximo mandato terá pouco tempo para decidir, em conjunto com as autoridades em saúde, se é seguro ou não realizar uma festa que reúne milhares de pessoas durante 4 noite, e de diversas cidades da Paraíba e do Brasil, que são atraídas pelas atrações.

Em se confirmando o cancelamento da Festa da Luz, será a primeira na história em que a festa profana da padroeira de Guarabira, Nossa Senhora da Luz, não será realiza em mais de um século de tradição. A primeira festa realizada que se tem registro, em caráter eminentemente religioso, foi em 1901.

No Rio de Janeiro

A prefeitura do Rio de Janeiro cancelou as comemorações do Réveillon, considerado um dos maiores do planeta e que reúne mais de 3 milhões de pessoas na praia de Copacabana e em toda orla. O carnaval também está ameaçado de não acontecer por causa da pandemia.