Por Alef Mendes – Nebuloso Desconhecido

0

Oh! verdades do mundo! Oh! Incertezas da vida! Porque as inverdades do mundo são nossos medos subjetivos? Acredito que toda a existência humana é erva, é flor que seca e despedaça-se desaparecendo. Somos efêmeros! Somos finitos! E porque tudo isso perturba?

Acredito que somos perturbados pela inexistência , porque o gosto do viver tem sabor de néctar das flores, e aroma de jardim florido. Acredito que o cume do desespero humano se dá em saber que irá ser ausente no corpo.

O ser humano tem medo de sua fragilidade. Porém, nem parece que tudo que lhe acontece, é como o vento que rapidamente vem e logo some no escuro do passado longínquo de acontecimentos não palpáveis. Se vamos para inexistência, porque existimos? Boa pergunta a fazer-se ao nosso espirito,contudo, isso perturba a nossa alma!

Tudo isso acontece, pois, nada disto está ao nosso frágil alcance mental, no entanto, é evidente que se encontra no percurso de nós ,humanos, que existimos para inexistência, e que inexistimos para o Nebuloso Desconhecido.

Autor: Álef Mendes dos Santos.

Graduando em História pela Universidade Estadual da Paraíba – UEPB

Share.

Comments are closed.