A Polícia Militar prendeu, no começo da tarde desta quinta-feira (16), um suspeito do estado de São Paulo que se passava por funcionário da Caixa Econômica e do Banco do Brasil para aplicar golpes em aposentados, em João Pessoa. O preso tem 22 anos e usava um crachá de identificação do banco para tentar não gerar desconfiança nas vítimas. A prisão foi realizada no bairro de Tambaú, perto da casa de uma aposentada.

O preso tem 22 anos e usava um crachá de identificação do banco para tentar não gerar desconfiança nas vítimas. (Foto: Walla Santos/ClickPB/Arquivo)

De acordo com o comandante da Companhia Especializada em Apoio ao Turista (CEATur), major Bruno Rodrigues, o preso, que já responde a processo por estelionato em São Paulo, teria vindo à Paraíba exclusivamente para aplicar este tipo de golpe. “É o que ele revelou até agora, que tinha chegado na madrugada de hoje com vítimas já escolhidas para aplicar esse tipo de golpe, mas a veracidade das informações passadas por ele ainda serão confirmadas. O que temos até então, é que ele já responde por estelionato em São Paulo”, disse.

Os golpes funcionavam com a vítima recebendo um telefonema de pessoas se passando por representantes do banco, alertando que o cartão do beneficiário tinha sido clonado e dava como solução a opção de enviar um funcionário até a casa da vítima para solucionar o problema, sem que fosse preciso ela sair de casa, por causa do novo coronavírus.

O preso foi flagrado após denúncia, minutos depois de sair da casa de uma aposentada, onde teria clonado os dados da vítima e pego até a senha, passando-se por funcionário do banco, inclusive com o crachá de identificação. Com a prisão dele, outros integrantes do esquema devem ser identificados.

O acusado será levado para a sede da Polícia Federal, em Cabedelo.

Fonte: ClickPB

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES