CN62su0WwAELObEPara quem gosta de sair, seja de dia ou à noite e beber drinks, o Portal Tambaú 247 trouxe uma novidade nesta quarta-feira (02). Trata-se do capilé carioca, uma sobremesa que chegou à Paraíba e que promete dar água na boca. Os picolés alcoólicos feitos com polpa de frutas naturais foram trazidos para o Estado pelo carioca Caio Nogueira, visando incrementar, ainda mais, o mercado local de eventos.

A linha de picolés com álcool contem oito sabores diferentes feitos com vodca, espumante, saquê, rum e cachaça. Além disso, é a única bebida em saquinho com processo de fabricação que respeita todas as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Nós trabalhamos com todo tipo de eventos: festas de aniversário, casamentos, formaturas, eventos corporativos, festivais de música, feiras, shows e na praia. No Rio temos parcerias com grandes marcas, como as lojas Farm e Reserva e a cachaça Busca Vida, além de estarmos presentes nos eventos mais badalados da cidade. Acreditamos que João Pessoa tenha um ótimo potencial e pretendemos fechar boas parcerias por aqui também”, diz Caio.

Saiba mais – O Capilé Carioca é produzido com alto padrão de qualidade. O produto surgiu de uma ideia do casal carioca Marina Martins e Oliver Barcellos, que no carnaval de 2011 buscava um alternativa gostosa e refrescante para consumo próprio nos blocos de rua do Rio. O sucesso foi tanto que a brincadeira virou coisa séria.

A marca foi criada em 2012 e, atualmente, a empresa produz cerca de 20.000 Capilés por mês, que são comercializados nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo, Alagoas, Rio Grande do Norte, Pernambuco e agora na Paraíba. O faturamento mensal da empresa gira em torno de R$ 60.000 e o crescimento das vendas entre 2012 e 2015 foi de 300%.

Como surgiu – A ideia nasceu quando Marina e Oliver decidiram levar, para consumo próprio, dindins com álcool, conhecidos no Rio de Janeiro como sacolés, para os blocos de carnaval da cidade. O produto virou um grande sucesso, hoje é produzido em escala industrial e comercializado em vários estados do país.

“Sempre gostamos de carnaval de rua e um dia quisemos fazer algo diferente. A cerveja fica quente muito rápido, é diurética, e quisemos pensar numa alternativa. Todo mundo gostou, porque a vodca era boa e as pessoas começaram a pedir para eventos”, conta Marina.

O Capilé Carioca é uma marca jovem, divertida, mas ao mesmo tempo muito preocupada com os padrões de qualidade e com o meio-ambiente.

Fonte: Tambaú 247