PF faz operação em seita religiosa acusada de explorar trabalho escravo

48
0
132459,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje operação “De volta para Canaã” para desarticular uma suposta organização acusada de submeter pessoas a trabalho escravo.Segundo a PF, a igreja “Jesus a Verdade que Marca” é acusada de atrair seguidores para trabalhar em fazendas.Os fiéis seriam convencidos a doar todo o patrimônio para a seita sob argumento de que “tudo seria de todos”. A PF estima que a igreja arrecadou R$ 100 milhões só dessas pessoas.

A operação é realizada em três estados: Minas Gerais, Bahia e São Paulo.

A coordenação as investigações está na cidade mineira de Varginha. A justiça autorizou 129 mandados, sendo seis de prisão temporária, 47 de condução coercitiva e 70 de busca, apreensão e sequestro de bens.

O Globo