João Dantas
João Dantas

Em audiência pública, realizada na manhã desta sexta-feira(29), na Câmara Municipal, para apresentar o plano de educação para os próximos 10 anos. A galeria da Casa de Félix Araújo ficou cheia de cidadãos interessados na proposta do novo plano, porém no plenário, apenas 11 vereadores se fizeram presentes.

Quando se abriu espaço para participação no plenário, o auxiliar de serviços gerais da educação, Joselito Barbosa, usou o espaço para manifestar o desagrado dos que estavam presentes para com as ausências de diversos parlamentares e a desatenção de alguns que estavam na sessão.

Após as palavras de Joselito, o vereador João Dantas, pediu a palavra e disse que “Estou me retirando, pois não estou aqui nesta casa para ser pautado por um “macaco” de plenário e de sindicato”. Estas declarações causaram revolta de muitos participantes da audiência.

Napoleão Maracajá
Napoleão Maracajá

Em seguida o vereador Napoleão Maracajá pediu a palavra e repudiou veementemente a atitude de João Dantas, “eu respeito profundamente a pessoa de João Dantas, mas repudio a forma deselegante como o vereador atacou o cidadão, pai de família e de bem, o chamando de macaco. Eu peço, Joselito, que você deva acioná-lo criminalmente, pois isso é um crime, inclusive, de racismo. Lamento profundamente e não tenho condições de conviver com uma pessoa que chama um cidadão de macaco. Quem tem cargo público tem que aceitar críticas, é um fato triste e lamentável, uma pessoa pública não pode ter esse tipo de comportamento” lamentou Napoleão.

Fonte: politicamaiscedo