Paraíba tem pelo menos 22 pontos de exploração sexual infantil

0

Imagem Ilustrativa

No Dia das Crianças, uma triste realidade: a Paraíba tem pelo menos 22 pontos de vulnerabilidade à exploração sexual comercial de crianças e adolescentes mapeados em rodovias e estradas federais. O levantamento, feito pelo Observatório da Prevenção e da Erradicação do Trabalho Infantil usa informações da Polícia Rodoviária Federal.

Na pesquisa, os municípios com índices de vulnerabilidade são aqueles pelos quais passam as rodovias federais, sendo estes os de João Pessoa, Campina Grande, Cajazeiras, Ingá, Patos, Piancó, Olho d’Água, Lagoa Seca, São Sebastião de Lagoa de Roça, Soledade, Juazeirinho, Catingueira, Itaporanga e São João do Rio do Peixe.

Apesar de não constar no observatório as outras cidades, o observatório ressalta que isso não significa que os demais pontos não tenham riscos de exploração.

Dentre as cidades do estudo, a de Campina Grande é a que possui o maior número de pontos de vulnerabilidade: sete ao total. Logo depois, Piancó e Patos têm, cada uma, dois locais identificados pelo levantamento. Nas demais cidades constam um ponto cada.

Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), a Paraíba tem cerca de 60 mil crianças e adolescentes trabalhando. Em todo o país, o número chega a 2,4 milhões.

Fonte: MaisPB

Share.

Comments are closed.