Flu/H1N1 Vaccine concept @ Home, Toronto - Ontario (Sept 26th, 2009)O quantitativo corresponde a 24% do total previsto e com ele, já somam 87% das vacinas para o estado da Paraíba. Campanha para público prioritário vai até o dia 20 de maio.
A Paraíba recebeu ma tarde desta quinta-feira (05) 240 mil doses de vacina contra H1N1, que já estão sendo distribuídos para as gerências abastecerem os municípios. O quantitativo corresponde a 24% do total previsto e com ele, já somam 87% das vacinas a serem entregues à Paraíba. A assessora técnica do Núcleo de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde, Márcia Mayara Fernandes, lembrou que a campanha vai até o dia 20 de maio e somente depois dessa data será possível saber se a vacinação será ampliada para os demais públicos que não fazem parte do grupo prioritário.
O Ministério da Saúde deve encaminhar até o dia 13 de maio o total das vacinas esperadas para a Paraíba. As doses que chegaram hoje devem ser distribuídas até amanhã. O município de João Pessoa, por exemplo, recebeu as doses da vacina nesta tarde.
Ainda de acordo com Mayara, as doses esgotaram em alguns municípios no início da vacinação porque a procura foi além do esperado nos primeiros dias. Mas ela lembrou que a campanha para o grupo prioritário vai até o dia 20 de maio. Entre os municípios em que as vacinas acabaram estão Santa Rita, Cabedelo, Bananeiras, entre outros. A Secretaria de Saúde do Estado informou, no entanto, que das regionais vão ser abastecidas.
O público alvo da vacinação até o dia 20 de maio são crianças de seis meses a menores de cinco anos; idosos com mais de 60 anos; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); pessoas privadas de liberdade e trabalhadores do sistema prisional; população indígena; trabalhadores de saúde; portadores de doenças crônicas e jovens 12 a 21 anos que cumprem medidas socioeducativas. No Estado, a população do grupo prioritário é de 946.103 pessoas, e as doses enviadas pelo Ministério da Saúde foram calculadas em cima desse quantitativo, conforme a Secretaria de Saúde.
“A gente está seguindo a orientação do Ministério que é vacinar só o grupo prioritário, então vamos aguardar o término da campanha para ver qual vai ser a orientação do Ministério, a gente precisa ver se vai sobrar vacina, para ver se vai abrir para outros grupos”, disse a assessora técnica do Núcleo de Imunização.
A campanha tem por objetivo diminuir os riscos das complicações de doenças respiratórias, reduzindo a mortalidade por diferentes tipos de gripes.A vacina contra a gripe é trivalente, ou seja, previne contra três tipos do vírus: H1N1, H3N2 e B.
Fonte: ClickPB