17124536280003622710000Cinco pessoas foram presas nesta quarta-feira (7), em Campina Grande, com 300 aparelhos celulares sem nota fiscal. A prisão e a apreensão do material ocorreram por meio de uma operação da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), denominada Gran Prime, que teve como objetivo dar cumprimento a cinco mandados de busca e apreensão.

Segundo a polícia, foram registradas denúncias por meio do 197, o Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (Seds). As ligações anônimas informaram sobre a existência de um comércio ilegal de eletrônicos instalado na cidade. De acordo com os denunciantes, além de vender os equipamentos sem nota fiscal, estes comerciantes ainda estariam comprando produtos roubados para revender.

Depois de investigar as informações, os policiais chegaram até os alvos da operação, as lojas que comercializam aparelhos celulares e eletroeletrônicos no Shopping Edson Diniz, localizado no Centro de Campina, e barracas de ambulantes que vendem os mesmos produtos na Praça Clementino Procópio. Os mandados foram cumpridos em duas lojas.

Nestas quatro lojas e em barracas do mercado clandestino, os policiais apreenderam mais de 300 aparelhos celulares novos e seminovos, tablets e notebook, todos estavam sem notas fiscais que comprovam a procedência dos equipamentos.

Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Roubos e Furtos, onde foram ouvidos pelo delegado Cristiano Santana, que coordenou a operação. Todos autuados por receptação de produtos roubados. Os presos estão recolhidos na carceragem da Central de Polícia, no bairro do Catolé, aguardando pela audiência custodia.

Via – Portal Correio

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES