Imagem Ilustrativa
Imagem Ilustrativa
ONG Harmonia dos Protetores Independentes dos Animais (Harpias), denunciou, neste sábado (23), através de sua página no Facebook, que cerca de 20 gatos foram queimados vivos em um hospital abandonado na cidade de Bayeux, na Grande João Pessoa.
De acordo com Harpia, durante a manhã do sábado (23), a ONG recebeu um apelo sobre fumaça e o sumiço dos animais do local onde eles estavam sendo abrigado e se depararam com um monte de cinzas e vários gastos carbonizados.   O grupo promete lutar para não deixar o caso impune.
“O Grupo Harpias está com a atenção voltada para este caso e não vai deixar barato! Desde o começo desse mês estamos tomando as providências necessárias na tentativa de “obrigar” o poder público a cumprir o seu papel administrativo e essa foi a gota d’água que, ao invés de nos desestabilizar, nos deu mais força de vontade em lutar pelos animais abandonados de Bayeux”, argumentou o grupo protetor dos animais.

Gatos-queimados-310x245

No sentido de arregimentar provas da atrocidade contra os animais, o Harpia revirou as cinzas e conseguiu recolher várias carcaças da gatos que não tinham ainda sido consumidas pelo fogo.
Os voluntários contam que ainda conseguiram resgatar do local cerca de 10 animais entre adultos e filhotes em situação de risco de morte, no entanto, duas gatas, sendo uma grávida ainda estão ainda estão sem abrigo.
Em nota encaminhada ao redação do Portal MaisPB, neste domingo (24), a Secretaria Municipal de Saúde de Bayeux,  através da Unidade de Vigilância de Zoonoses,  disse que está a disposição para ajudar nas  investigações sobre o “ato cruel” contra os  animais, chegar aos responsáveis e fazer cumprir o que determina a legislação.
“A Secretaria Municipal de Saúde condena tudo que aconteceu e se dispõe a contribuir para a elucidação dos fatos e que os responsáveis sejam punidos”, diz a nota.
Via – Roberto Targino – MaisPB