Os candidatos à presidência da Argentina entraram em confronto no primeiro debate da campanha no domingo (1º).

Os quatro candidatos à presidência da Argentina, durante debate ao vivo, em 1 º de outubro de 2023. — Foto: Tomas Cuesta/ pool via Reuters

À beira de um colapso econômico, a Argentina vai às urnas em 22 de outubro, sob tensão também política por conta do favoritismo do candidato da extrema direita, Javier Milei, que se declara “anarcocapitalista” e levanta bandeiras polêmicas como fechar o Banco Central (leia mais abaixo).

Embora morno, o debate foi marcado pelo enfrentamento entre Milei, Sergio Massa (o atual ministro da Economia), e a direitista Patricia Bullrich. Os três foram os primeiros colocados nas primárias realizadas em agosto – uma votação obrigatória no país para definir os candidatos que concorrerão às eleições.

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES