O Ministério Público Eleitoral pediu no dia 03 deste mês, e divulgado nesta sexta-feira (07) a cassação dos diplomas outorgados do prefeito de Pilões, Iremar Flor (PSB) e a vice-prefeita, Socorro Brilhante, eleitos em outubro de 2016. No recurso do MPE, afirma que Iremar apresenta ausência na elegibilidade, pela suspensão dos direitos políticos, em razão de uma sentença condenatória por improbidade administrativa.

O recurso pedindo à cassação do diploma do gestor, foi apresentado pela coligação “O Povo no Poder”, encabeçada pelos candidatos derrotados, Felix Antônio (Coca) e Marinesio Filho.  Informaram ao Ministério Público Eleitoral, que Iremar encontrava-se inelegível antes das eleições de 2016, tendo em vista, a suspensão dos seus direitos políticos.

Por fim, o MPE opina pela procedência do recurso contra a diplomação, com a cassação dos diplomas outorgados ao prefeito e vice-prefeita de Pilões. Havendo a perca do mandato, após julgado, acarretará em novas eleições no município, antes do pleito, o presidente da Câmara assumirá a prefeitura. 

Veja a abaixo o recurso do Ministério Público Eleitoral

 

Fonte: Blog do Galdino