Ministra Damares estaria influenciando concurso para Conselheiro Tutelar de JP

0

A ministra da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves estaria influenciando na articulação para as eleições de Conselheiro Tutelar em João Pessoa. A denúncia chegou à redação de um empresa de comunicação na tarde desta segunda-feira (15) e relata a intenção de Damares em tomar conta de todas as vagas de Conselheiro Tutelar, uma vez que estaria tentando acabar com a ideologia de gênero no país. Ainda segundo a denúncia, um mandado de indeferimento de Campanha foi acionado no Ministério Público e o caso está sendo investigado. 

A denúncia destaca que a ponte para a articulação com o objetivo de interferir no resultado final das eleições estaria sendo feita pelo deputado estadual Jutay Menezes. “O deputado Jutay Menezes colocou o pessoal que trabalha para ele e que são fiéis da Igreja Universal dentro dos Conselheiros Tutelares e inscreveu o pessoal com documentação de comprovação de trabalho com crianças falsa”, explica a denúncia. 

A documentação ao qual a denúncia se refere é uma das exigências para se inscrever no processo para uma das vagas. Um dos requisitos é ter no mínimo dois anos de trabalho com criança e adolescente. No entanto, as 17 pessoas inscritas só tinham apenas um ano e meio de experiência com esse segmento e o grupo seria todo de fiéis da Igreja Universal, instituição ao qual o parlamentar é ligado. 

As inscrições para o processo já foram encerradas. Dentro da tramitação do concurso haverá um curso  nos dias 17 e 18 e depois terá uma prova dia 31, ambos os processos eliminatórios. Depois da prova quem passar é que vai para o processo de captação de votos nas comunidades e bairros. 

A divulgação do resultado da prova será no dia 09 de agosto de 2019. O Período de Campanha Eleitoral será de 02 de setembro a 04 de outubro, já a realização do Pleito acontecerá no dia 6 de outubro e a posse dos eleitos será no dia 10 de janeiro de 2020.

 

ClickPB

Share.

Comments are closed.