Paraíba

1. Uma das 27 unidades federativas do Brasil. Sua capital é a  cidade de João Pessoa.

2. Uma das menores e mais antigas capitais do Nordeste, João Pessoa tem um estilo interiorano marcado por tradições seculares.

3. O nome vem da junção do tupi “pa’ra” com “a’iba”, que significa ruim, impraticável para a navegação. Foi dado primeiro ao rio e depois ao estado.

4. Em suas praias o sol nasce primeiro, pois é lá que se encontra o “ponto mais oriental das Américas”, conhecido como a Ponta do Seixas, em João Pessoa.

5. Localizado no planalto da Borborema o ponto mais alto do estado é o pico do Jabre com 1090 metros de altura.

6. O estado tornou-se palco de uma das maiores festas populares do Brasil, “O Maior São João do Mundo”, na cidade de Campina Grande.

7.  Sua população concentra-se principalmente mais cidades de João Pessoa e Campina Grande, sendo que as duas cidades juntas perfazem 40% da população total do estado.

8.  A economia tem como base a agricultura com o cultivo de cana-de-açúcar, abacaxi, fumo, graviola, juta, umbu, caju, manga, acerola, mangaba, tamarindo, mandioca, milho, sorgo, urucum, pimenta-do-reino, castanha de caju, arroz, café e feijão.

9. O transporte marítimo é imprescindível à economia paraibana. As exportações e importações são operadas principalmente através do Porto de Cabedelo.

10. A palavra NEGO, existente na bandeira estadual, é uma referência histórica à decisão do político João Pessoa de opor-se à candidatura de Julio Prestes, como sucessor do então Presidente do Brasil, Washington Luiz.

11. Em terras paraibanas se encontra a Praia de Tambaba, o mais consagrado e conhecido endereço naturista do Brasil.

12. Além das belas praias, João Pessoa guarda ainda um vasto acervo
histórico-arquitetônico formado, principalmente, por construções barrocas.

13. Faróis, fortalezas, teatros e palácios contam histórias e completam a lista de atrações culturais do estado.

14. Na  entrada da Igreja de São Francisco, na soleira da porta, há uma lápide do  túmulo onde  um antigo  Capitão-Mor onde, até os anos 1970, ainda se podia ler com certa clareza: “Aqui jaz Pedro Monteiro de Macedo, que, por ter governado mal esta Capitania, quer que todos o pisem e a todos pede hum Padre Nosso e Ave Maria, pelo amor de Deus. (1744)”

15. A  gastronomia da região é diversificada: No litoral, se encontram pratos de  frutos do mar: peixes, caranguejos, camarões e lagostas, feitos com molho de coco ou de tomate. A carne de sol e a galinha de cabidela fazem parte da culinária interiorana do estado.

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES