56e0f19f6fbccO técnico Marcelo Oliveira não suportou mais uma derrota e foi demitido no Palmeiras. O anúncio foi feito pelo diretor de futebol do Verdão, Alexandre Mattos, logo após o revés por 2 a 1 diante do Nacional (URU) no Allianz Parque. Segundo o dirigente, a falta de evolução foi o motivo para a queda. Por enquanto, Mattos diz que vai trabalhar desde esta madrugada para encontrar um substituto e, embora não diga, Cuca é o nome mais forte.

– Antes de perguntas, vamos falar que tivemos uma conversa ali agora com o Marcelo. A gente agradeceu muito esse período de convivência, sabemos que é grande profissional, talvez nos últimos três anos o mais vitorioso. Foi vitorioso no Palmeiras também, mas não estamos evoluindo, as coisas não estão acontecendo da maneira que o Palmeiras precisa e por isso o Alberto (Valentim) vai assumir interinamente – explicou Alexandre Mattos.

– A partir dessa madrugada já estamos trabalhando para pensar em alguma coisa (substituição) – acrescentou o dirigente.
Marcelo chegou ao Verdão em junho, após a saída de Oswaldo de Oliveira, e foi campeão da Copa do Brasil. Quando Paulo Nobre o apresentou, o presidente chegou a dizer que o então bicampeão brasileiro ficaria até o fim de seu mandato (dezembro de 2016). O retrospecto e a falta de futebol, contudo, pesaram contra. No período, foram 53 jogos, 24 vitórias, 11 empates e 18 derrotas, um aproveitamento de 52,2%.
Mattos disse que o time não tem evoluído desde o ano passado, mas que mesmo assim não pensava em mandar Marcelo embora para o início de 2016. Depois de dois meses de trabalho, o diretor de futebol se convenceu de que estava na hora de buscar um novo treinador.
– Tivemos algumas partidas boas, mas o Palmeiras não pode viver de algumas partidas. Nos últimos três anos, repito, era o treinador mais vitorioso. Foi vitorioso aqui também, mas as coisas não estavam acontecendo, estava claro para todo mundo, inclusive para o Marcelo – completou.
Além de Marcelo Oliveira, devem deixar o clube os membros de sua comissão técnica: o preparador físico Juvenílson Souza, e seus auxiliares, Tico dos Santos e Ageu. Alberto Valentim, auxiliar da comissão técnica fixa do Verdão, será o interino neste período.

LANCENET