Marca de Luciano Huck faz camiseta que incentiva a sexualização e o abuso infantil

0

Depois de ser responsável pela polêmica (pra dizer o mínimo) camiseta “Somos todos macacos“, em 2014, e as inúmeras estampas machistas, a Huck, marca de roupas do apresentados Luciano Huck faz mais uma estampa com uma mensagem no minimo “estupida”  (ainda mais considerando o público destinado).

Foto reprodução do site de vendas da marca

Foto reprodução do site de vendas da marca

 

Trata-se  da camiseta Vem Ni Mim, que tem a frase nada apropriada  “vem ni mim que eu tô facim”, que já seria brega se fosse vista num adulto, mas ganhou uma dimensão muito maior por ser um modelo infantil.
E como é um produto que de certa forma promove a sexualização e até mesmo o abuso infantil de crianças acabou causando uma super polêmica no Twitter.
Marca emite nota com pedido de desculpas
 
Leia o texto na íntegra:
“Pedimos profundas desculpas sobre a camiseta Vem Ni Mim Que Tô Facinha e sentimos muito por todos que foram ofendidos pela imagem.
 
Este comunicado não tem o objetivo de justificar o injustificável; mas apenas de explicar o motivo do erro para que fique claro que não houve qualquer intenção maldosa.
 
Não nos eximimos do erro, nem de qualquer responsabilidade, mas é importante esclarecer que não houve a intenção de ofensa.
 
É comum em e-commerce que as artes das estampas sejam aplicadas posteriormente sobre fotos dos modelos com camiseta branca, conforme o exemplo abaixo.
Por erro nosso, todas as artes de Carnaval (inclusive e infelizmente, esta arte) foram aplicadas sobre a coleção infantil e disponibilizadas no site sem a devida revisão.
 
Assim que percebemos esse lamentável erro, imediatamente retiramos a imagem do ar e decidimos escrever essa carta para explicar tecnicamente o problema conjuntamente com um pedido de desculpa pela falta de bom-senso e pelo descuido.
 
Obviamente, não fosse o erro, nem a USEHUCK, nem qualquer outra marca, teria a intenção de usar uma imagem como essa para vender camisetas ou para qualquer outro fim.”
 
Rony Meisler, CEO Grupo Reserva
Veja alguns comentários feitos na rede social em resposta na galeria abaixo!

 

Share.

Leave A Reply

*

code