Grupo reivindica a permanência em casas do conjunto Lucas Pontino, em Guarabira.

148323,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0

Cerca de 60 pessoas interditaram, na manhã desta quarta-feira (25), a rodovia estadual que liga as cidades de Guarabira e Mari, no Agreste do estado. De acordo com o coronel Arilson Valério, do 4º Batalhão da Polícia Militar, doze policiais foram enviados até o local para conter os ânimos dos manifestantes. No protesto, foram queimados vários pneus.

Ainda conforme o oficial, o grupo reivindica a permanência em casas do conjunto Lucas Pontino. O terreno é propriedade da Companhia Estadual de Habitação Popular (Cehap), que tem um projeto de construção de casas no local. Recentemente, a Justiça determinou a reintegração de posse do terreno.

“Depois que saiu a decisão pela reintegração de posse, foi feita uma negociação com as famílias que ocuparam o terreno e dado um prazo para que eles deixassem o local. Mas, ao que parece, eles não concordam com a determinação da Justiça e querem continuar no conjunto. Fecharam a rodovia, queimaram pneus e exigem a presença de funcionários da Cehap no local. Estou tentando falar com a Companhia para intermediar esse diálogo, mas ainda não consegui”, disse o coronel Arilson Valério.

O protesto começou por volta das 6h30 e até as 8h30, a rodovia ainda estava bloqueada. O desvio no trânsito é feito por estradas dos municípios de Araçagi e Caldas Brandão. Segundo o coronel Valério, o clima na manifestação é tranquilo.

Portal Correio