crianca_sume_montagemMais um pai de santo foi preso nessa sexta-feira (16), em Sumé, acusado de envolvimento na morte da criança de cinco anos, que foi encontrada na manhã da última terça-feira (13), em um matagal da cidade, com partes de corpo decepadas. A afirmação é do delegado Paulo Ênio, que investiga o caso.

Segundo o delegado, o quinto suspeito do crime confessou a participação da mãe, do padrasto e dos outros dois suspeitos (pai de santo e doente mental), que já estão presos. Na madrugada de hoje, o padrasto teria matado um dos acusados por estrangulamento no presídio PB1, em João Pessoa (PB).

Segundo “Pai de Santo”, de 41 anos, o menino foi morto durante em um ritual de magia negra. A irmã dele, de sete anos, também seria sacrificada, mas conseguiu fugir para a casa da avó, quando o grupo tentou capturá-la junto com o irmão, que acabou morto.

De acordo com o delegado, o ritual de magia negra foi realizado pelo grupo em um riacho e o padrasto abriu o tórax da criança com uma faca.

Morte no presídio – O delegado disse ainda que o homem com problemas mentais, que era apontado como um dos suspeitos, não tinha nada a ver com o caso e era inocente. Ele foi encontrado morto na madrugada de hoje dentro de uma cela do PB1.

Via – MaisPB