O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou pela primeira vez sobre os atritos entre Jair Bolsonaro (sem partido) e Sergio Moro. Em publicação no Twitter, Lula demonstrou ser crítico ao presidente e também ao ex-ministro da Justiça.

Ex-presidente Lula participa da 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

“Não pode haver inversão da história. O Bolsonaro é filho do Moro, e não o Moro cria do Bolsonaro. Nessa disputa toda, os dois são bandidos, mas é o Bolsonaro que é a cria e não o contrário. E os dois são filhos das mentiras inventadas pela Globo”, escreveu o ex-presidente.

Na manhã de ontem, Sergio Moro anunciou sua demissão do Ministério da Justiça e da Segurança Pública. Em seu pronunciamento, o ex-juiz federal afirmou que Bolsonaro teve papel fundamental na decisão.

Moro disse não ter sido consultado sobre a demissão de Maurício Valeixo do posto do diretor-geral da Polícia Federal e declarou que soube do fato pelo Diário Oficial da União (DOU). Além disso, o ex-ministro também disse que o presidente relatou mais de uma vez o desejo de ter alguém na Polícia Federal para quem “ele pudesse ligar, colher informações, relatórios de inteligência”. Mais tarde, em um pronunciamento de 45 minutos, Jair Bolsonaro acusou Sergio Moro de chantagem e rebateu a maior parte das acusações que recebeu do agora ex-ministro da Justiça. Segundo Bolsonaro, Moro teria pedido indicação ao STF para aceitar a saída do diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, exonerado ontem.

Hoje, Bolsonaro já recebeu um dos cotados para substituir Moro: o policial militar da reserva que hoje chefia a a Secretaria Geral da Presidência da República, ministro Jorge Oliveira. 

Fonte: UOL

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES