Infelizmente mais um jovem perdeu a vida para o jogo “Baleia Azul”, desta vez a morte precoce e trágica foi em Minas Gerais. Gabriel Antônio dos Santos, de 19 anos, morava em Pará de Minas, cidade que fica na região central do estado, segundo a mãe do jovem, ele estava desesperado para sair do grupo da #Baleia Azul do qual ele participava pelo whatsapp, mas ele não conseguiu se livrar da última e derradeira tarefa o suicídio.

De acordo com o portal de notícias online do jornal Estado de Minas, o jovem tinha esposa e uma filha de apenas 40 dias de vida. Ele cometeu o suicídio na quarta-feira (12), o corpo dele foi encontrado por sua mulher em cima da cama do casal. A família está chocada, segundo parentes e amigos ele sempre foi um rapaz trabalhador, que pagava suas contas, mantinha sua casa e estava feliz com a chegada da filha. Mas depois que começou a participar do grupo secreto Baleia Azul, começou a agir de maneira estranha.

Jogo da Baleia Azul faz mais uma vítima fatal – Maria de Fátima dos Santos, de 37 anos, mãe de Gabriel, confirmou que o filho participava do jogo da morte “Blue Whale”, de acordo com ela o filho vinha tentando deixar o grupo mas estava recebendo ameaças e sendo muito pressionado. Segundo Maria, nos últimos dias o filho estava agindo estranhamente e parecia desesperado. Até que nesta quarta-feira ele cometeu suicídio.

A esposa de Gabriel tinha passado a noite na casa de sua mãe e ao chegar em casa encontrou o marido desacordado, ele tomou dezenas de comprimidos, cinco cartelas de um antidepressivo foram encontradas ao lado do corpo, a polícia e os bombeiros foram acionados, mas infelizmente não tinha mais nada a ser feito.

Polícia investiga – A Polícia Civil de Pará de Minas está investigando o caso, de acordo com as primeiras informações o grupo do qual Gabriel fazia parte tem jogadores entre 10 e 20 anos de idade de todos os estados do Brasil. O celular do jovem já está sendo periciado e a polícia vai continuar as investigações até chegar nos responsáveis pelo grupo.

Ele tentou deixar o grupo – No último domingo (9), Gabriel chegou a mostrar sua mãe o jogo e disse que estava sendo ameaçado, que ele havia tentado deixar o grupo mas que sempre era adicionado novamente, ele recebia mensagens quase o tempo todo, Ele contou para a mãe que já tinha cumprido algumas tarefas, como um vídeo no alto de um prédio, assistiu alguns filmes de terror e se automutilou. A mãe dele pediu para que ele não fizesse mais parte deste jogo que segundo ela é do diabo, pois foi criado na intenção de recolher as almas daqueles que se matam. 

Como funciona o jogo do suicídio? Este jogo é baseado em desafios, os participantes são instruídos por mentores a cumprirem uma espécie de maratona de 50 dias. Estes mentores seriam pessoas mais velhas, com grande poder de persuasão e que são consideradas cibercriminosos.

As mensagens com os desafios diários chegam para os participantes por volta das 4h20 da manhã de forma direta ou através de mensagens subliminares nas redes sociais. Os desafios são sempre macabros, como por exemplo, assistir por horas a fio filmes de terror, subir em telhados ou estruturas muito altas, automutilação, entre outros. No final dos 50 dias o participante e/ou vítima recebe a tarefa derradeira, onde ele deve tirar sua própria vida.

Como os cibercriminosos agem? O TecMundo teve acesso a imagens que mostram o mentor ameaçando as crianças e adolescentes com seus dados pessoais, como por exemplo, nome completo, escola onde estuda e até mesmo endereço, dados obtidos de maneira criminosa na internet.

Com os dados em mãos o criminoso faz ameaças aos amigos e família da vítima obrigando-a a participar dos desafios, é desta forma que vem agindo um dos cibercriminosos identificado como Victor Moreira que enviou a seguinte tarefa para uma de suas vítimas: “Primeira tarefa: desenhe uma baleia com estilete no braço, depois tire uma foto quando estiver sangrando e me envie”. Victor afirmou para o participante que caso não recebesse a foto em 10 minutos, ele seria responsável pela morte de seus amigos e familiares.

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES