Manifestação em João Pessoa ficou concentrada no Busto de Tamandaré (Foto: Diogo Almeida/G1)
Manifestação em João Pessoa ficou concentrada no Busto de Tamandaré (Foto: Diogo Almeida/G1)

Manifestantes fizeram passeatas contra a corrupção e a presidente. PM diz que 4 mil pessoas passaram pelo protesto na capital.

Milhares de pessoas participaram das manifestações contra o governo federal neste domingo (15) em João Pessoa e Campina Grande.

Segundo um dos organizadores do movimento em Campina Grande, Antônio Gomes, a manifestação foi uma demonstração “da insatisfação com a impunidade, a corrupção e esse cenário todo comandado pelo Partido dos Trabalhadores”. Já em João Pessoa, um dos representantes do movimento Voltados João Pessoa, Anderson Novais, disse que a meta era “fazer uma faxina nos políticos que estão acabando com o país”.

Às 17h50, o subcomandante geral da Polícia Militar, coronel José de Almeida, informou que não houve registro de nenhuma ocorrência policial relacionada aos protestos em toda o estado. Segundo ele, as manifestações foram tranquilas.

João Pessoa – Na capital paraibana, os primeiros manifestantes chegaram pouco depois das 15h no Busto de Tamandaré, entre as praias de Tambaú e Cabo Branco. O grupo fez um panelaço e apitaço. Após cerca de três horas concentrados no Busto de Tamandaré, na orla de João Pessoa, às 18h os manifestantes decidiram sair em caminhada pela avenida Almirante Tamandaré e o grupo se dispersou por volta das 19h no Largo da Gameleira.

Segundo a Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob), não houve registro de atos em outros pontos da cidade.

O subcomandante disse que cerca de 2,5 mil pessoas participaram da manifestação. Já a organização estima que um público de até 7 mil pessoas passou pela manifestação.

A concentração dos manifestantes acabou fazendo com que o trânsito no final da avenida Epitácio Pessoa e em um trecho da praia fosse interrompido.

Um dos manifestantes, todo coberto de preto, disse que estava de luto pelo país e também houve quem levasse faixas pedindo intervenção militar.

Ao longo do ato, muitas pessoas usaram o microfone para pedir o impeachment da presidente Dilma Rousseff e até salva de palmas para a Polícia Militar.

Alisson Novais, representante do movimento Brasil Livre na Paraíba, o objetivo era “principalmente acordar a população sobre a situação preocupante do país e pedir o impeachment da presidente”.

Campina Grande

Em Campina Grande, os manifestantes começaram a se concentrar por volta das 14h na Praça da Bandeira e seguiram por ruas do Centro da cidade em caminhada, que começou às 15h20. De acordo com a polícia, cerca de 2 mil pessoas chegaram ao monumento Tropeiros da Borborema, no Açude Velho, onde a caminhada se encerrou por volta das 17h. Já a organização estima que foram 5 mil participantes.

De acordo com o comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar, Major Gilberto Felipe, a manifestação em Campina Grande foi pacífica. “Tivemos todo o trajeto em paz. A única ocorrência foi um adolescente de 16 anos, que foi conduzido à Central de Polícia com pequena quantia de maconha”, disse.

Fonte: G1 PB