3d-golden-star-5047364O ex-prefeito de Itapororoca e atual presidente do (PMDB), Erilson Rodrigues, lamentou a situação em que se encontra a gestão do prefeito Celso Morais (DEM). Segundo afirmou o pmdebista em entrevista à imprensa no último dia (5), na festa de Reis, o gestor nem faz festa, nem paga o povo, nem faz obras. Erilson informou que até o dia (5) profissionais da saúde ainda não tinha recebido os vencimentos de dezembro.
“Nós não podemos permitir que esta irresponsabilidade e esses desmandos continue. Se não Itapororoca se acaba. Se o prefeito tivesse mais um ano de mandato a nossa cidade se acabava. Iria acabar a tradição, o sorriso, a alegria, a felicidade e o povo iria está no mundo da nostalgia”, lamentou.
Erilson disse que as oposições de Itapororoca precisa se unir para dar um novo rumo a cidade. Ele defendeu nomes que podem ser apresentado como alternativas como o do vereador Rodrigo Carvalho, Tony Lopes, do médico cardiologista Valério Vasconcelos, o presidente da Câmara Chino, e do médico Walison Dionísio, desde que este último tome uma decisão do seu posicionamento político, avaliou.
Erilson lembrou ainda que o PMDB estará na chapa majoritária, seja na condição de vice ou disputando o cargo de prefeito, em razão da história e da força política da legenda no município.
“A chapa que eu quero é a chapa que tenha condições de vencer este prefeito tirano que aí está, prefeito incompetente que não tem responsabilidade com o município, um prefeito que usa de argumento frágeis para querer desqualificar o município, acabando com uma tradição da cidade, de décadas”, argumentou.