O clássico entre Flamengo e Fluminense, marcado para o estádio Mané Garrincha, em Brasília, será realizado sem a presença de torcedores. É o que garante o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha. O motivo é o aumento recente de casos e internações por Covid-19 na cidade.

Sem o Maracanã, em obras, o Fla-Flu foi confirmado para o Distrito Federal na última terça-feira. O primeiro clássico carioca do ano está marcado para o dia 6 de fevereiro, às 16h, pela quarta rodada da Taça Guanabara.

Em contato com a reportagem, o governador Ibaneis Rocha foi sucinto sobre o assunto da presença de torcedores no jogo. Perguntado se o Fla-Flu seria realizado sem público, respondeu apenas: “sim”.

Além do clássico carioca, outro jogo de peso está confirmado para Brasília no mês de fevereiro. Nesta quarta-feira, a Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF) e a Arena BSB – concessionária que administra o Mané Garrincha -, confirmaram a realização da Supercopa do Brasil no estádio. O jogo entre Atlético-MG e Flamengo está marcado para o dia 20 de fevereiro.

Atualmente, não há restrições para a realização de eventos esportivos com torcida no DF. O campeonato brasiliense, por exemplo, contou com público nas arquibancadas nas duas primeiras rodadas, realizadas na última semana. Jogos do NBB e da Superliga de Vôlei também estão sendo realizado com torcida na cidade.

Porém, com a afirmação do governador, tudo indica que um novo decreto deve ser publicado nos próximos dias, retomando a proibição de torcedores nos estádios do Distrito Federal.

Brasília tem enfrentado um aumento recente no número de casos e internações por Covid-19. Foram mais de cinco mil casos confirmados nesta quarta-feira. Outro número alarmante é o de leitos disponíveis na cidade. De acordo com o governo, mais de 95% dos leitos de UTI reservados para casos de Covid-19 na rede pública estavam ocupados nesta quarta-feira.

Fonte: Ge

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES