156740,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0 O fotógrafo Gilberto Lyra Stuckert Neto, acusado de matar a ex-esposa Briggida Rosely de Azevedo Lourenço no dia 19 de junho de 2012, foi condenado a 17 anos e seis meses de prisão. A sentença foi lida no início da noite desta segunda-feira (28) pelo juiz Marcos William de Oliveira, após cerca de 10 horas de julgamento, no 1º Tribunal do Júri de João Pessoa.

A pena deverá ser cumprida, inicialmente, em regime fechado. Stuckert está preso desde o dia 5 de março de 2013. Após a morte de Briggida, ele chegou a ficar foragido por um tempo, mas se apresentou à polícia e confessou o crime. A penitenciária onde ele ficará recolhido ainda será definida.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, Gilberto teria matado a ex-companheira por estrangulamento.

 

Portal Correio