aa84322a8f3416e7eb3674ae38c20b37Programa liderado pela gestão da presidente Dilma, o Fies terá um sistema unificado on-line para limitar a quantidade de contratos fechados com cada faculdade.

Com quase 2 milhões de alunos inscritos, o fundo de financiamento estudantil (Fies) vai passar por alterações na fase de fornecimento de recursos, após a decisão do governo. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

video Ministério da Educação abre consulta pública sobre Enem Digital video Sem limpeza, início das aulas na UFRJ é adiado pela 2ª vezvideo Justiça federal suspende novas regras do Fies para faculdades de AL Mais

Programa liderado pela gestão da presidente Dilma, o Fies terá um sistema unificado on-line para limitar a quantidade de contratos fechados com cada faculdade e cada curso.

Os estudantes incluídos no Fies têm acesso ao curso no ensino superior em instituições privadas, tendo as mensalidades pagas pelo governo. O acerto da quantia fornecida é restituído à União depois da formatura.

Hoje, os alunos interessados no financiamento fecham o acordo com a própria faculdade e não existe um número oficial de vagas fornecidas para cada curso.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o secretário-executivo do Ministério da Educação, Luiz Cláudio Costa, confirmou a criação do sistema unificado, seguindo a mesma estrutura do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O número de vagas disponíveis será baseado de acordo com o orçamento do programa.

Fonte: O Tempo