63gjrmtou6_46z7nc8fph_fileAinda em choque, o pai de Maria Eduarda Rodrigues de Araújo, de oito anos, tentava entender o que aconteceu. A filha do catador de materiais recicláveis morreu de forma trágica ao cair em cima do vaso sanitário durante o banho em Bom Despacho, no centro-oeste de Minas.

Nilton de Araújo estava na igreja, com a mulher, mãe de Maria Eduarda, quando recebeu a notícia. A garota estava na casa de uma vizinha quando ocorreu o acidente.

— Muito doloroso, não tenho nem palavras. Um filho que a gente criou, dá tudo que precisa. De repente, vem essa rasteira por causa de falta de responsabilidade dos outros. A dor é imensa.

A menina tinha feito uma faxina com a vizinha para ajudar na renda da família. Quando voltaram para casa, Maria Eduarda decidiu tomar banho. Ela teria tentado se equilibrar no vaso para mexer no chuveiro. A cerâmica quebrou e perfurou a perna da garota.

O perito criminal Experidião Porto, que examinou o banheiro, afirma que o vaso quebrado feriu a garota como uma lança.

— Quando cheguei, o chuveiro ainda estava ligado e tinha sangue por todo o banheiro. Ela deve ter subido no vaso para mexer no chuveiro e a cerâmica quebrou, fazendo uma lança, que perfurou a veia femoral.

Maria Eduarda foi levada pela Polícia Militar para o Pronto Atendimento da cidade, mas morreu durante o socorro.

Via – R7