Explosões em hotéis e igrejas deixam mais de 200 mortos no Sri Lanka

0

Colombo — Uma série de explosões simultâneas em quatro hotéis, um complexo de casas e três igrejas no Sri Lanka deixou pelo menos 207 mortos, entre eles nove estrangeiros, e 450 pessoas feridas.

Após as oito explosões, o Governo decretou estado de emergência em todo o país e a polícia impôs toque de recolher diante do temor de novos ataques.

As seis primeiras explosões ocorreram de forma coordenada por volta das 8h45 local (23h30, de sábado em Brasília) em pelo menos três hotéis de luxo de Colombo e também em uma igreja da capital, outra em Katana, no oeste do país, e a terceira em Batticaloa, no leste da ilha, explicou Ruwan Gunasekara, porta-voz da polícia do Sri Lanka.

A sétima detonação, que deixou dois mortos, ocorreu horas mais tarde em um pequeno hotel situado ao lado do zoológico de Dehiwala, um subúrbio próximo ao centro de Colombo, enquanto a oitava e última, até o momento, aconteceu em um complexo de casas na região de Dermatagoda, também na capital.

Imagens divulgadas pela imprensa local e nas redes sociais mostram a magnitude da explosão em pelo menos uma das igrejas, com o teto do templo semidestruído, escombros e pessoas no chão enquanto outros presentes tentam socorrê-las.

Por enquanto, nenhum grupo reivindicou a autoria dos ataques coordenados.

Segundo alguns veículos de imprensa, WhatsApp, Viber e Facebook foram bloqueados temporariamente como forma de prevenção à divulgação de notícias falsas, enquanto outras fontes indicam que as redes móveis e internet estão saturadas e quase não funcionam.

“Por favor, mantenham a calma e não sejam enganados por rumores”, afirmou o presidente do Sri Lanka, Maithripala Sirisena, em mensagem à nação.

 

Fonte: Exame

Share.

Comments are closed.