ds3e3vvfvdhw4rs7bzbivf4ilEles querem que a Polícia Militar reforce a segurança no horário das manifestações.

As manifestações previstas para ocorrer amanhã e no próximo domingo, em Campina Grande, causam preocupação nos empresários da cidade que têm lojas na área central. Eles temem possíveis atos de vandalismo e querem que a Polícia Militar reforce a segurança no horário das manifestações. A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e a Associação Comercial de Campina Grande (ACCG) enviaram ontem um documento pedindo que a PM aumente o número de homens na área.

As manifestações estão marcadas para ocorrer a partir das 14h00, com concentração na Praça da Bandeira. Amanhã, simpatizantes e correligionários da presidente Dilma Rousseff (PT) devem sair às ruas da cidade em defesa do seu governo. Já no domingo, integrantes do Movimento Brasil Livre Paraíba, vão se mobilizar pedindo o impeachment da presidente, além de eleições limpas.

Eles também defendem a liberdade de imprensa e o livre mercado. “Por precaução, solicitamos que a Polícia Militar disponibilize um contingente maior de policiais para a área central. No domingo não nos causa muita preocupação, considerando que tudo estará fechado, mas a da sexta-feira vai ocorrer em um horário de muita movimentação. Nossa expectativa é que as manifestações sejam passivas. O que existe é um grande clamor e não vejo ambiente para nenhum comportamento com atos de violência”, disse o presidente da CDL, Artur Almeida.

Fonte: Portal Correio