Em noite festiva, “Flamengo de Zico” vence time de Viola em João Pessoa

0
Zico foi a grande estrela da noite e teve o apoio da maioria da torcida (Foto: Herbert Clemente / Jornal da Paraíba)

Zico foi a grande estrela da noite e teve o apoio da maioria da torcida (Foto: Herbert Clemente / Jornal da Paraíba)

A vitória é do futebol. Essa foi a exata definição do que aconteceu na noite desta quarta-feira no Estádio Almeidão, na quinta edição do “Jogo das Estrelas”. Com um desfile de craques que marcaram época no futebol brasileiro, o resultado ficou em segundo plano. Se bem que a vitória de 5 a 4 do time dos Amigos de Zico (que vestiam a camisa do Flamengo) sobre o dos Amigos de Viola acabou coroando a festa do torcedor paraibano, em especial do flamenguista, que saiu de casa para ver o maior ídolo da história do clube.

Vou continuar jogando futebol até quando Deus quiser”
Zico, eterno ídolo do Flamengo

Zico, aliás, assumiu com maestria a condição de protagonista. Como já fizera tantas outras vezes na vida. A diferença é que agora, aos 62 anos, já não é um garoto. O que não quer dizer que planeje “pendurar as chuteiras”.

– Vou continuar jogando futebol até quando Deus quiser. Especialmente em campos como este, o Almeidão, que é muito bom. O que às vezes complica é jogar no sintético ou em campo esburacado – enfatizou o Galinho, autor do primeiro gol da noite.

Zico jogou apenas um tempo (de 40 minutos), o suficiente para arregimentar mais alguns fãs, que disputavam a sua atenção para autógrafos e fotos. Solícito, atendeu um grande número de torcedores. E ainda viu a vitória de seu time, com a camisa do Flamengo, marcar outros quatro gols, através de Cláudio Adão, Beto, Nélio e Peu – esse último, o mais bonito da noite. Nomes como Adílio, Zinho e Jayme de Almeida também estiveram em campo.

 Do outro lado, Viola ensaiou o jogador irreverente que foi durante a carreira. Até discutiu asperamente – brincadeira ou não? – com o lateral Beto Amaro, responsável pela marcação de Zinho. De qualquer forma, deixou o seu gol, de pênalti – e, na comemoração, imitou um galo, numa clara provocação a Zico.

– O Nordeste é sensacional. Recebe os forasteiros como nós sempre de braços abertos. É muita emoção jogar ao lado de Zico. Antes de encerrar a carreira tive a oportunidade de enfrentá-lo, tive esse privilégio. Um jogo como esse de hoje também é capaz de me emocionar – elogiou o ex-corintiano, que também foi ídolo das torcidas do Palmeiras e do Vasco.

zico x viola almeidão (Foto: Herbert Clemente / Jornal da Paraíba)
Viola deixou o seu, provocou Zico, mas saiu derrotado de campo (Foto: Herbert Clemente / Jornal da Paraíba)

Mirandinha (hoje técnico do Santa Cruz de Santa Rita) também marcou para o time de Viola, assim como Robert e Marquinhos (contra). Pelo lado dos “paulistas”, estavam também Wilson Gottardo, Ronaldão, André Cruz, Robert e Mirandinha.

A chance de revanche dos “paulistas” será nesta sexta-feira, agora no Amigão, em Campina Grande. A partida está marcada para as 20h30, novamente com o mesmo elenco de estrelas. O próprio Zico, no fim do jogo, fez questão de convidar os campinenses para acompanhar o duelo contra Viola.

– Agora vamos para Campina Grande procurar proporcionar uma grande festa lá também. O mais importante é ver a galera se divertindo. Da nossa parte, dá para suar e brincar um pouquinho.

Simples assim. Como o futebol sempre foi para Zico.

zico x viola almeidão (Foto: Herbert Clemente / Jornal da Paraíba)
Zico, já envelhecido, ficando vermelho com o esforço, mas ainda craque (Foto: Herbert Clemente / Jornal da Paraíba)
Globo Esporte
Share.

Leave A Reply

*

code