O projeto Ecologiando hoje, vem através do professor de Biologia, Walkimer, abordar um tema totalmente voltado pra consciência ambiental de uma população, que precisa começar nas fases inicias da vida do ser humano, até o seu fim, estamos falando de “Educação, Empatia e o Respeito”, para com o próximo ou os agentes de limpeza pública, e quais resíduos ou objetos são esses? São justamente em alguns casos objetos de utilidade doméstica, tais como, corpo e pratos de vidro quebrado, lâmpadas, pregos, parafusos enferrujados, seringas de aplicação de insulina, lâminas entre outros, que devem ser descartados maneira correta, assim evitando diversos acidentes principalmente com os garis.

É notório dizer que, objetos como seringas ou lâminas devem serem descartados como lixo hospitalar, não tendo esses recursos, devemos adequadamente caracterizá-los com nome, escrito no recipiente, entregar e orientar o pessoal da coleta de limpeza pública, para que direcione de forma correta esse material considerado perfuro cortante, para seu destino certo, evitando assim diversos acidentes de trabalho dos garis.

Uma matéria do portal G1 mostra que Araraquara, uma das cidades mais importantes do Estado de São Paulo, registrou um aumento de 44% no número de coletores de lixo feridos durante o serviço. Com certeza você já se deparou em seu estabelecimento (restaurantes, bares, lanchonetes, pizzarias entre outros) com um prato ou copo que quebraram no momento do seu processo operacional, correto? Mas você já parou para pensar como o descarte deste material cortante é feito dentro do seu estabelecimento?

Portanto o projeto ecologiando aponta que todo cuidado, educação, empatia e respeito são necessários e fundamental por parte da população, para proteger a integridade física, assim garantindo o bem estar de todos, configurando que o cuidado do povo para com seu povo faz a cara de uma cidade.

Confiram 04 passos para realizar um descarte adequado na sua casa

Passo 1: Embrulhe os pedaços de vidro, seringas, agulhas, ampolas etc., em jornais, papelões, caixas de sapatos, garrafas pet ou até caixas de leite;

Passo 2: Passe uma fita crepe ou adesiva em volta do embrulho, garantindo que o material não se desprenderá no momento do descarte e da coleta;

Passo 3: Identifique que lá há material cortante naquele embrulhe, escrevendo com letra legível e de forma o tipo do material;

Passo 4: Você também pode identificar no saco de lixo que ali há um resíduo cortante, assim o coletor e outras pessoas que manusearão o saco ficarão cientes dos riscos.

 

Referências:

https://www.koleta.com.br/post/conheca-os-cuidados-necessarios-para-descarte-correto-de-residuos-cortantes-e-perfurantes

 

Da Redação/Portal Aracagi