A exatos 10 anos, em uma manhã de terça-feira, a cidade de Araçagi, e porque não dizer, toda Paraíba, ficou consternada com a forma covarde e violenta com a qual a Sra. Maria Gomes Barbosa, conhecida como “Genilza” na cidade de Araçagi, teve sua vida ceifada.

Genilza, conselheira tutelar do município de Araçagi, 36/37 anos, estava no exercício de sua função com mais dois conselheiros em uma diligência no sítio Chã dos Macacos, quando interveio em uma crise envolvendo um casal com filhos, zona rural do município de Araçagi. Já no interior da residência, de forma inesperada e traiçoeira foi esfaqueada por duas vezes, no tórax – pelo dono da casa, o agricultor Zizo de Paiva Sillva, 36 anos, segundo informaram os sites na época. O agressor foi contido, Genilza socorrida, mas infelizmente não resistiu aos graves ferimentos.

Neste domingo 22/04/2018 completará 10 anos de sua morte. Na oportunidade os parentes convidam a todos para participarem de uma missa a ser realizada na Igreja Matriz São Sebastião, em Araçagi, a partir das 19:00hs, celebração essa em homenagem a memória desta mulher, mãe, guerreira e batalhadora que de forma monstruosa foi arrancada do seio de seus amigos e familiares. Mas, apesar da dor e do vazio, fica o exemplo de uma profissional e grande mulher, sempre viva na memória da família, amigos e de todo povo araçagiense.

Da Redação com Informações do artigosblogvandre e WSCOM

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES