O deputado estadual Walber Virgolino criticou a estrutura da Segurança Pública após a onda de mortes na Grande João Pessoa, como os recentes ataques registrados em Cabedelo e Bayeux. Para o parlamentar, “é nítida a ausência de um plano de segurança pública pelo Governo do Estado.”

“O Governo, infelizmente, não leva a sério a segurança pública. Não temos efetivo suficiente em nenhuma das quatro polícias: bombeiros, Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Penal, não temos estruturas para que essas polícias atuem, não temos viaturas condizentes com a realidade dos bairros. A segurança pública da Paraíba, por si só, ela não vai conseguir resolver esse problema”, relatou Walber Virgolino ao ClickPB, nesta quinta-feira (23).

Mesmos comandos

Ainda segundo o deputado, um dos pontos sobre a segurança é que “não tem pessoas certas nos lugares certos. A gente tem aí um secretário de Segurança que já vem no poder desde [o governo de]Ricardo Coutinho. Quando era Ricardo ele foi secretário executivo, ou seja, é a mesma estrutura da Segurança Pública comandando há quase 16 anos, pois foram oito anos com Ricardo Coutinho e quatro de João e tá entrando para mais dois anos, então são 14 anos com a mesma estrutura.”

Walber aponta que os gestores na Segurança Pública da Paraíba se repetem. “Não há mudanças drásticas nos comandos, apenas ‘dança das cadeiras’: o que tá em Cajazeiras vai para Sousa, o que tá em Patos vai para Campina, o que tá em Campina vai para João Pessoa, de João Pessoa vai para Campina, vai para Guarabira… Fica trocando entre essas mesmas pessoas.”

Concurso

Walber cobra a realização de concurso e dignidade salarial. “E eu acho que o Ministério Público tem que cobrar responsabilidade, tem que exigir do Governo do Estado providências drásticas, principalmente com concurso público, aumento do efetivo, dignidade salarial.”

Efetivo

Ele questiona também a gestão da segurança para os eventos do São João. “O governador vai para a televisão e diz que só no São João em Campina Grande vai empregar 11 mil homens em 800 eventos, que eu não sei onde ele arranjou tantos eventos, quando a gente tem pouco mais de 9.5000 PM’s, homens e mulheres, nas ruas.”

Walber Virgolino conclui dizendo que toda a situação da segurança “é um absurdo. Eu não vejo perspectiva de melhora e um governo com capacidade de reação.”

Fonte: ClickPB

CONHEÇA NOSSA EQUIPE DE COLABORADORES